A fonte fundamental de nossa Espiritualidade é o Evangelho vivido numa perspectiva histórica e segundo o espírito de Santo Agostinho através:

   1. Da busca de Deus e da interioridade “A busca de Deus é a busca da felicidade. O encontro com Deus é a própria felicidade” Santo Agostinho O caminho da interioridade exige de nós: oração e purificação do coração, silêncio e solidão para encontrarmo-nos com a Palavra de Deus, escutá-la, deixarmo-nos iluminar por ela e gozar de sua luz. Santo Agostinho nos convida a não andarmos por fora, a entrarmos dentro de nós mesmas, porque “no homem interior habita a Verdade” que nos transcende.    2. Da comunhão fraterna vivida em comunidade “Viver unidas no amor de Cristo é graça de Deus e fruto de ascese pessoal comunitária.” Santo Agostinho A comunhão fraterna nos leva a viver unânimes tendo uma só alma e um só coração voltados para Deus. Para alcançar este ideal Santo Agostinho nos propõe o estilo de vida das primeiras comunidades cristãs que tinham um só coração e uma só alma e ninguém dizia que os bens eram seus, ao contrário, tinham tudo em comum.    3. Do serviço à Igreja “Estende tua caridade por todo o mundo se queres amar a Cristo, pois em todo o mundo estão os membros de Cristo.” Santo Agostinho Nossas comunidades continuam na igreja a missão de Jesus Cristo, enviado pelo Pai para anunciar aos pobres a Boa Nova, proclamar a libertação aos cativos e a vista aos cegos; para dar liberdade aos oprimidos, fazendo assim presentes no mundo os valores do Reino.