Santo Agostinho

Novembro 2017
D S
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30

Orações

Tarde te Amei

Tarde te amei, ó beleza tão antiga e tão nova! Tarde demais eu te amei!
Eis que habitavas dentro de mim e eu te procurava do lado de fora!
Eu, disforme, lançava-me sobre as belas formas das tuas criaturas.
Estavas comigo, mas eu não estava contigo.
Retinham-me longe de ti as tuas criaturas, que não existiriam se em ti não existissem.
Tu me chamaste, e teu grito rompeu a minha surdez.
Fulguraste e brilhaste e tua luz afugentou a minha cegueira.
Espargiste tua fragrância e, respirando-a, suspirei por ti.
Eu te saboreei, e agora tenho fome e sede de ti.
Tu me tocaste, e agora estou ardendo no desejo de tua paz.

Ensina-me Senhor

Ensina-me, Senhor,
o que tenho que ensinar
e ensina-me, sobretudo,
o que tenho que aprender.
Para que também eu, continue considerando-me aluno,
na escola onde Tu
és o único mestre que ensinas
no interior de cada um.
Aumenta a minha fome de verdade
para que não descanse
sobre conquistas fáceis,
senão que converta a vida inteira
numa busca incessante.
Que eu saiba amar
sem condições, como Tu amas,
que eu veja nos mais débeis
uma oportunidade para a entrega
gratuita e saiba ensinar sempre com
alegria através dos gestos,
mais que através das palavras

Face

Senhor, meu Deus,
única esperança minha,
ouvi-me, para que, fatigado
não desista de vos procurar,
mas procure sempre, ardentemente,
A VOSSA FACE.
Dai-me forças para vos buscar,
vós que a vosso encontro me
levaste e destes ainda
a esperança de sempre mais
Vos encontrar, Senhor, meu Deus,
única esperança minha,
ouvi-me, para que, fatigado
não desista de vos procurar,
mas procure sempre, ardentemente,
A VOSSA FACE.
Dai-me forças para vos buscar,
vós que a vosso encontro me
levaste e destes ainda
a esperança de sempre mais
Vos encontrar
Senhor, meu Deus,
única esperança minha,
ouvi-me, para que, fatigado
não desista de vos procurar,
mas procure sempre, ardentemente,
A VOSSA FACE.
Dai-me forças para vos buscar,
vós que a vosso encontro me
levaste e destes ainda
a esperança de sempre mais
Vos encontrar.

Orando com Santo Agostinho

É a ti que desejo ir: o que te peço, ainda, é que digas como alcançar-te. Se nos abandonas, perecemos. Mas tu não nos abandonas, porque é o sumo Bem, a quem todos encontram, quando retamente te procuram.
Ensina-me, pois, ó Pai, a procurar-te, liberta-me do erro, faze que, na minha busca, nada que não seja tu apresente-se em meu caminho.
Pois, visto ser verdade que a ninguém mais desejo senão a ti, faze, eu te suplico, ó Pai, que eu possa encontrar-te.
Mas, se ainda subsiste em mim algum desejo vão, despoja-me dele.
Purifica-me, tu mesmo, e torna-me capaz de te ver.
Permite-me, enquanto tiver de conduzir e levar este meu corpo, que eu seja puro, magnânimo, justo e prudente, perfeito amante e conhecedor de tua sabedoria.
Trona-me digno da tua morada e que possa assim vir a habitar no teu beatíssimo Reino.
Assim seja! Assim seja!
(Sol1,6)

Oração a Santo Agostinho, Pela Conversão dos Pecadores

Bem –aventurado Santo Agostinho, lembrai-vos, na vossa gloria, dos pobres pecadores. Como Vós outrora, eles hoje trilham os caminhos do mal, arrastados pela ignorância ou pelas paixões.
Compadecei-vos deles e fazei que, nas suas mentes e nos seus corações, irradie a luz da verdade e triunfe a força da graça a fim de que, à vossa imitação, quebrem os grilhões do pecado que os escraviza, espantem as trevas do erro que os sufoca e, vencidos pela ternura das consolações divinas, a Deus se convertam e vivam como filhos obedientes e soldados destemidos da igreja.
Assim seja.

Bom é Aquele que me Criou

...Dons de meu Deus!
Não os recebi de mim mesmo;
São coisas boas, e o conjunto deles constitui o meu ser.
Bom é aquele que me criou.
Ele é o meu bem, e eu exulto em sua honra
por todos os bens que constituem a minha existência
desde a infância.
Graças a Ti, ó minha doçura, minha glória,
minha confiança, meu Deus, pelos dons que me deste.
Conserva-os e assim me conservarás.
Então crescerá e se aperfeiçoará tudo o que me deste.
E eu mesmo viverei contigo, porque foste tu
que me deste a possibilidade de existir».
Confissões: I Livro, 20.31

Orando com Santo Agostinho

Voltemos-nos ao Senhor nosso Deus e Pai onipotente e, com sinceridade de coração na medida de que nossas fraquezas, prestemos-lhe as mais vivas e copiosas ações de graças. Supliquemos, com toda a alma, para que se digne com a bondade que lhe é própria: acolher benevolamente às nossas preces, afastar o inimigo de nossas ações e pensamentos espirituais e conduzi-nos a posse de sua bem-aventurança.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, seu Filho.
Amém.

Santa Mônica, Modelo de Esposas e de Mãe Cristãs

Ó Esposa e Mãe exemplar, Santa Mônica:
Tu que experimentaste as alegrias e as dificuldades da vida conjugal;Tu que conseguiste levar à fé teu esposo Patrício, homem de caráter desregrado e irascível;
Tu que choraste tanto e oraste dia e noite por teu filho Agostinho e não o abandonaste mesmo quando te enganou e fugiu de ti.
Intercede por nós, ó grande Santa, para que saibamos transmitir a fé em nossa família; para que amemos sempre e realizemos a paz.
Ajuda-nos a gerar nossos filhos também à vida da Graça; conforta-nos momentos de tristeza e alcança-nos da Santíssima Virgem, Mãe nossa, a verdadeira paz e a Vida feliz.
Amém.
Santa Mônica, rogai por nós

Rua Bagé, 73 – Vila Mariana - 04012-140 – São Paulo: SP

pvocacional@agostinianas.com.br

(11) 5571-8959 / (11) 9 8622-0482 (TIM)